• Financiamento elevado
    Até 85% do valor da avaliação do
    imóvel após a construção(4).
  • Tempo para planear
    Tem até 2 anos para concluir a construção,
    período durante o qual só paga os juros.
  • Prazo de pagamento alargado
    Até 50 anos com limite de 75 anos
    de idade dos titulares no final do prazo.

Com este Crédito Habitação pode financiar a construção da sua casa, com prazo de pagamento até 50 anos. A idade dos titulares não pode ultrapassar os 75 anos no final do prazo. O montante é disponibilizado à medida que obra avança, o que lhe permite ter prestações mais baixas durante o período de utilização do empréstimo, porque só paga juros.

A “Taxa Fixa” permite-lhe fixar o valor da taxa de juro durante 5 anos. Após os primeiros 5 anos, a taxa de juro fica indexada à Euribor (12 meses), sendo revista anualmente, e acrescida do valor do spread aplicável.

Conheça também o Crédito Habitação Taxa Variável.

Como funciona?

Depois de saber quanto precisa a construção da sua casa, conheça as nossas condições.
  • Total do empréstimo
    até 85%(4)
  • Taxa de juro
    Durante 5 anos:Taxa Fixa(5) + spread(6)
    Após 5 anos:Euribor a 12 meses(7) +
    spread(6)
  • Prazo de pagamento
    até 50 anos, com limite de 75 anos de idade dos titulares no final do prazo
  • Spread
    Desde 1,15%
crédito habitação para construir casa com taxa fixa
A família Castro quer construir a sua própria casa.
São Clientes SELECT e precisam de 150 000€. Tencionam pagar em 35 anos. A obra demora 2 anos e vai sendo paga à medida que avança. Durante esse período só pagam juros.
Do 2º ano até ao final do 5º ano a prestação é:
481,27€/mêsspread de 1,15%
585,75€/mêsspread de 2,50%
Nos anos seguintes a prestação é:
445,23€/mêsspread de 1,15%
544,90€/mêsspread de 2,50%

Como obter o spread mais reduzido?

O spread aplicado aos Créditos Habitação do Santander é desde 1,15%. Descubra qual o seu caso:
Descrição Spread
de 1,15%
Spread
de 1,25%(2)
Ser Cliente SELECT
Sim Não
Relação financiamento garantia
Não igual
ou inferior a 80%
Valor do financiamento
igual ou superior a 150 000€
Pagar atempadamente as prestações
Sim
Domiciliar o ordenado
Sim
Subscrever e manter 3 produtos
Sim

Em caso de incumprimento da domiciliação de ordenado, ou das condições contratuais, ou da subscrição / manutenção de 3 produtos, será aplicado o spread de 2,50% no período de revisão de taxa seguinte.

Como pedir o Crédito Habitação Super Tranquilo?

Pedir o Crédito Habitação Super Tranquilo é tão simples como seguir estes quatro passos:
  1. 1
    Reúna a documentação necessária
    Irá precisar da sua identificação, informação fiscal atualizada, recibo de vencimento, licença de construção entre outros documentos. Nós explicamos onde pode obter todos os documentos necessários.
  2. 2
    Dirija-se a um Balcão
  3. 3
    Agende a avaliação
    Se reunir as condições exigidas, será contactado por um dos nossos gestores para agendarmos a avaliação.
  4. 4
    Aguarde pela resposta
    Concluídos estes formalismos solicitados pelo Banco, e após a aprovação do crédito, será possível marcar a escritura e poderá, finalmente, construir a sua casa.
cliente select santander
O que é ser Cliente SELECT?
Os nossos Clientes SELECT têm à sua disposição um atendimento personalizado, alinhado com o seu perfil e objetivos financeiros. Descubra as vantagens e as condições de acesso para se tornar um Cliente SELECT.
Seguros obrigatórios
O Crédito Habitação requer um Seguro de Vida e um Seguro Multirriscos. Conheça a nossa oferta:
SuperLinha707 21 24 24Atendimento automático 24h
customer supportAtendimento personalizado
Das 8h às 23h, todos os dias.

Saiba mais sobre...

  • Como se calcula o spread

    O spread é a parcela da taxa de juro que é definida pelo Banco para o empréstimo para comprar casa. O seu valor depende das características do empréstimo e dos proponentes no Banco.

  • Produtos e serviços necessários à redução de spread

    Subscreva e mantenha pelo menos três dos seguintes produtos/serviços:

    Domiciliação

    Uma Domiciliação de Pagamentos Domésticos (água, gás, electricidade, comunicações).

    Cartão de Crédito

    Adesão a um Cartão de Crédito com utilização mínima de 100€ mensais.

    Outro Crédito

    Contratação de um Crédito ao Consumo, ALD ou Leasing superior a 1 000€.

    Depósitos de entregas programas

    Com saldo mínimo igual ou superior a 1 000€ ou manter plano periódico nesses depósitos com entregas mensais líquidas com montante mínimo igual ou superior a 25€.

    As entregas consideradas nesta rubrica são deduzidas das eventuais mobilizações antecipadas efetuadas no trimestre.

    Saldo de recursos

    Saldo médio trimestral de Depósitos à Ordem, Depósitos a Prazo, Depósitos Indexados e Contas Rendimento e Poupança igual ou superior a 1 000€.

    Excluem-se os Depósitos de entregas programadas mencionados no ponto anterior.

    Seguros

    Adesão a um Seguro de Vida, Seguro de Desemprego ou Seguro de Saúde, excluindo os seguros diretamente associados ao empréstimo e que sirvam como garantia do mesmo.

  • Documentação necessária para pedir o Crédito Habitação Super Tranquilo
    1. 1
      Para o pedido do Empréstimo
      Reúna a seguinte documentação do(s) titular(es):
      • Documento de identificação
        Pode ser o B.I., Cartão de Cidadão ou Passaporte.
      • Documento com o Número de Identificação Fiscal (NIF)
        Apenas necessário no caso em que não seja apresentado Cartão de Cidadão.
      • Última declaração de rendimentos entregue nas Finanças e respetiva nota de liquidação
        Poderá fazer o download desta declaração no site das Finanças ou solicitando-a em qualquer repartição.
      • Últimos três recibos de vencimento
        Caso tenha o ordenado domiciliado no Santander, basta apresentar o último recibo.
      • Últimos 3 extratos mensais das Contas de depósito à ordem de outras instituições bancárias
        Se tiver uma relação inferior a 6 meses com o Santander.
      • Declaração da Entidade Patronal (com indicação da situação profissional)
        Pedir à entidade patronal

      Documentação relativa à construção da sua casa:

      • Projecto de Construção aprovado
        Pedir à Câmara Municipal
      • Licença de Construção/ Obras actualizada
        Pedir à Câmara Municipal
      • Certidão predial do prédio já registado (com indicação do nome do(s) titular(es))
        Pedir à Conservatória do Registo Predial ou IRN (Instituto dos Registos e Notariado)
      • Orçamento com valor estimado para a construção
        É necessário incluir o NIF do empreiteiro.
        Pedir ao empreiteiro

      Será ainda necessário este documento, que nós ajudamos a preencher:

      • Proposta de Crédito Habitação
        Formulário com a descrição da sua necessidade de crédito e de alguns dados pessoais como rendimentos e encargos.
        Proposta de Crédito Habitação
    2. 2
      Para Marcação da Escritura
      • Propostas de Seguro de Vida e Multirrisco
        Apenas para novos seguros.
      • Certidão da Conservatória do Registo Predial
        Certidão com os Registos Provisórios de transmissão a favor do Cliente e a hipoteca a favor do Banco.
      • Fotocópia da licença de habitação do imóvel
      • Cópia da Declaração para liquidação do IMT no caso de compra e venda
        O comprovativo do seu pagamento terá de ser entregue na escritura.
      • Identificação completa dos vendedores
        C.C. ou B.I., NIF e certidão da Conservatória do Registo Comercial se for uma Sociedade com indicação do representante legal com poderes para o efeito.
      • Certificado Energético
  • O valor da avaliação da casa

    A avaliação da casa é um passo necessário para o Banco decidir se aprova o crédito.

    Quem faz a avaliação?

    A avaliação é executada por peritos certificados por entidade oficial e indicados pelo Banco que, de forma rigorosa, determinam o valor do imóvel, bem como o custo estimado de reconstrução do mesmo.

  • Pagamento antes do prazo estipulado

    O Cliente pode amortizar o valor em dívida, total ou parcialmente:

    Como amortizar?

    As amortizações parciais devem coincidir com a data de pagamento das prestações mensais. Para além disso, o Cliente deve avisar o Banco com, pelo menos, 7 dias úteis de antecedência, dirigindo-se a um Balcão.

    No caso das amortizações totais, podem ser feitas em qualquer altura e necessitam de um pré-aviso de, pelo menos, 10 dias úteis.

    Em ambos os casos, as amortizações são feitas ao Balcão.

    Comissões

    O Banco cobra uma comissão de 2% sobre cada parcela que for reembolsada antecipadamente, nos primeiros 5 anos. Nos anos seguintes, a comissão é de 0,5%. Se o pagamento antecipado acontecer por motivos de morte, desemprego ou deslocação profissional esta comissão não é cobrada.

  • Benefícios fiscais

    Ao contratar um Crédito Habitação, poderá ter acesso às seguintes vantagens fiscais:

    • Montante despendido com juros decorrentes de créditos contraídos para compra ou construção de casa para habitação própria e permanente, para contratos celebrados até 31 de dezembro de 2011.
    • Isenção de pagamento do Imposto do Selo sobre os juros para empréstimos concedidos para aquisição, obras ou construção de habitação própria.

    A informação acima não dispensa a consulta da legislação em vigor.

  • Vantagens especiais para jovens e famílias

    O Santander tem vantagens especiais para famílias:

    • Clientes até 35 anos beneficiam de uma redução no spread de 0,2% durante os primeiros 5 anos.
    • Filhos de Clientes com Crédito Habitação Santander beneficiam de uma redução no spread de 0,2% durante todo o empréstimo.
    • Filhos de Clientes com Aplicações Financeiras no Santander beneficiam de uma redução no spread de 0,2% durante os primeiros 5 anos.

    As três vantagens referidas em cima não são cumulativas. O spread não pode ultrapassar o valor mínimo e a sua redução não dispensa o cumprimento das condições referidas no separador Como é calculado o spread.

  • Incumprimento de Crédito

    Informação sobre o incumprimento de contratos de crédito e a rede extrajudicial de apoio

    Riscos do endividamento excessivo

    As prestações do crédito constituem encargos regulares do orçamento familiar dos clientes bancários. É essencial que o cliente bancário pondere previamente se tem capacidade financeira para assegurar o pagamento das prestações decorrentes dos empréstimos que pretende contratar.

    Para mais informação sobre gestão do orçamento familiar consulte o portal Todos Contam.

    Risco de incumprimento?

    O incumprimento das responsabilidades de crédito ocorre quando o cliente bancário não paga na data prevista uma prestação do contrato de crédito que celebrou.

    Os clientes com créditos em situação de incumprimento ficam sujeitos a penalizações e os seus bens podem ser penhorados.

    O cliente bancário deve ter uma atitude preventiva, antecipando uma eventual situação de incumprimento. Caso antecipe dificuldades no pagamento dos seus encargos, deve alertar prontamente a instituição de crédito.

    Se o cliente bancário comunicar que tem dificuldades no pagamento dos seus encargos, a instituição de crédito está obrigada, por força do Decreto-Lei n.º 227/2012, de 25 de outubro, a avaliar o seu risco de incumprimento. A instituição de crédito deverá propor soluções para evitar o incumprimento do contrato de crédito, sempre que viável.

    Para informar o BANCO SANTANDER da existência de dificuldades no pagamento dos seus encargos, poderá dirigir-se ao seu Balcão. Caso necessite de informações adicionais, por favor utilize o endereço: prevencaoegestaodeincumprimento@santander.pt

    PERSI

    O PERSI - Procedimento Extrajudicial de Regularização de Situações de Incumprimento, criado pelo Decreto-Lei n.º 227/2012, de 25 de outubro, visa promover a regularização de situações de incumprimento através de soluções negociadas entre o cliente bancário e a instituição de crédito.

    As instituições de crédito estão obrigadas a integrar os créditos em incumprimento em PERSI entre o 31.º e o 60.º dia após a ocorrência do incumprimento. As instituições de crédito também estão obrigadas a iniciar o PERSI logo que se verifique o não pagamento de uma prestação, nos casos em que o cliente bancário tenha alertado para o risco de incumprimento.
    O cliente bancário com crédito em incumprimento pode solicitar em qualquer momento a integração imediata desse crédito em PERSI.
    Nos 5 dias seguintes ao início do PERSI, o cliente bancário será informado desse facto, bem como dos seus direitos e deveres no âmbito deste procedimento.

    Rede de apoio ao cliente bancário

    Os clientes bancários com créditos em risco de incumprimento ou em atraso no pagamento das suas prestações podem obter informação, aconselhamento e acompanhamento junto da rede extrajudicial de apoio ao cliente bancário, a título gratuito.
    A rede de apoio ao cliente bancário é constituída por entidades habilitadas e reconhecidas pela Direcção-Geral do Consumidor.
    Para mais informações sobre a rede de apoio, consulte o Portal do Consumidor.

    Para outras informações sobre os regimes relativos ao incumprimento de contratos de crédito consulte o seu Balcão ou o Portal de Cliente Bancário e o portal Todos Contam.

  • Código de Conduta Voluntário

    O Banco aderiu ao Código de Conduta Voluntário sobre informações a prestar antes da celebração de contratos de Crédito Habitação a 1 de março de 2002.

  • Glossário
    Taxa de Juro

    A taxa de juro corresponde à remuneração, expressa em percentagem, que o Banco recebe pela concessão de determinado empréstimo.

    Euribor
    (Euro Interbank Offered Rate) 12 meses

    A taxa Euribor é a taxa de referência do mercado monetário interbancário da área do euro. Esta taxa de juro é calculada como uma média das taxas de juros praticadas por um painel de Bancos de primeira linha ("prime banks") que emprestam dinheiro entre si e apresenta diferentes valores consoante o prazo a que se reporta (entre 1 semana e 12 meses).
    A Euribor 12 meses é a taxa de referência (indexante) utilizada pelo Banco no crédito à habitação com taxa variável. O valor da taxa variável deve resultar da média aritmética simples das cotações diárias do indexante no mês imediatamente anterior ao período de contagem de juros.

    SPREAD

    Spread é uma componente da taxa de juro, definida pelo Banco, contrato a contrato, quando concede um empréstimo. O spread é somado ao indexante usado nas operações de crédito com taxa de juro variável.

    TAEG
    Taxa Anual Efetiva Global

    É a taxa que representa o custo total do crédito para o Cliente expresso em percentagem anual do montante de crédito concedido.
    Inclui juros, comissões, prémios de seguros exigidos, impostos e outros encargos associados ao crédito.

    TAN
    Taxa Anual Nominal

    É a taxa que expressa o valor dos juros a pagar no período de um ano em percentagem do montante do empréstimo.

    Taxa SWAP
    (utilizada no contexto de taxas fixas)

    A taxa SWAP, tal como a Euribor, é uma taxa de mercado que não é fixada pelo Banco e que apresenta diferentes valores consoante o prazo a que se reporta.
    Nos créditos à habitação com taxa fixa a taxa de referência utilizada pelo Banco é a Taxa SWAP a 5 anos, registada no dia útil anterior à data da celebração do contrato de empréstimo, arredondada à milésima. A Taxa SWAP a 5 anos é divulgada diariamente na página da Reuters ICESWAP2, por baixo da referência "Euribor Basis" e por cima da referência "11:00 AM FRANKFURT" às 11:00 a.m., hora de Frankfurt.

    Valor Residual

    O valor residual é a parcela do empréstimo que é paga no termo do contrato.

Notas

  1. (1)TAEG de 1,9%.
    Exemplo para um crédito de 150 000€, com relação financiamento/garantia de 80% e prazo de 35 anos e considerando um período de carência de capital de 24 meses. TAN de 1,511% nos primeiros 5 anos (Taxa fixa a 5 anos de 0,361%, valor de 27 de março de 2018, acrescida de spread de 1,15%) e de 0,959% nos períodos seguintes (a média mensal da Euribor a 12 meses, de março de 2018 de -0,191%, arredondada à milésima, acrescida de spread de 1,15%). 24 prestações mensais de juros no valor de 188,88€, 36 prestações de capital e juros no valor de 481,27€ e 360 prestações mensais de capital e juros no valor de 445,23€. O montante total imputado ao consumidor é de 205 446,38€. Inclui as comissões de Formalização, Dossier, Gestão Mensal, Avaliação, Contrato Hipotecário, Preparação de Documentos Contratuais, Registo Predial (1 ato), Cópia Certificado de Contrato e respetivos impostos, o custo do Depósito Documento Particular Autenticado, o Imposto do Selo sobre a Verba e os prémios de Seguro Vida e Multirriscos.


  2. (2)TAEG de 2,0%.
    Exemplo para um crédito de 150 000€, com relação financiamento/garantia de 80% e prazo de 35 anos e considerando um período de carência de capital de 24 meses. TAN de 1,611% nos primeiros 5 anos (Taxa fixa a 5 anos de 0,361%, valor de 27 de março de 2018, acrescida de spread de 1,25%) e de 1,059% nos períodos seguintes (a média mensal da Euribor a 12 meses, de março de 2018 de -0,191%, arredondada à milésima, acrescida de spread de 1,25%). 24 prestações mensais de juros no valor de 201,38€, 36 prestações de capital e juros no valor de 488,60€ e 360 prestações mensais de capital e juros no valor de 452,20€. O montante total imputado ao consumidor é de 208 608,61€. Inclui as comissões de Formalização, Dossier, Gestão Mensal, Avaliação, Contrato Hipotecário, Preparação de Documentos Contratuais, Registo Predial (1 ato), Cópia Certificado de Contrato e respetivos impostos, o custo do Depósito Documento Particular Autenticado, o Imposto do Selo sobre a Verba e os prémios de Seguro Vida e Multirriscos.


  3. (3)TAEG de 3,2%.
    Exemplo para um crédito de 150 000€, com relação financiamento/garantia de 80% e prazo de 35 anos e considerando um período de carência de capital de 24 meses. TAN de 2,861% nos primeiros 5 anos (Taxa fixa a 5 anos de 0,361%, valor de 27 de março de 2018, acrescida de spread de 2,50%) e de 2,309% nos períodos seguintes (a média mensal da Euribor a 12 meses, de março de 2018 de -0,191%, arredondada à milésima, acrescida de spread de 2,50%). 24 prestações mensais de juros no valor de 357,63€, 36 prestações de capital e juros no valor de 585,75€ e 360 prestações mensais de capital e juros no valor de 544,90€. O montante total imputado ao consumidor é de 250 373,70€. Inclui as comissões de Formalização, Dossier, Gestão Mensal, Avaliação, Contrato Hipotecário, Preparação de Documentos Contratuais, Registo Predial (1 ato), Cópia Certificado de Contrato e respetivos impostos, o custo do Depósito Documento Particular Autenticado, o Imposto do Selo sobre a Verba e os prémios de Seguro Vida e Multirriscos.


  4. (4)Nos créditos com carência de capital ou valor residual o montante máximo de financiamento é de 80% do valor de avaliação para 1ª habitação e de 65% para 2ª habitação, aplicável a Créditos Novos e Transferências.


  5. (5)A taxa a aplicar ao empréstimo corresponde à Taxa SWAP a 5 anos observada no dia útil anterior à data da celebração do contrato de empréstimo, arredondada à milésima, acrescida de spread. A Taxa SWAP a 5 anos é a divulgada diariamente na página da Reuters ICESWAP2, por baixo da referência "Euribor Basis" e por cima da referência "11:00 AM FRANKFURT" às 11:00 a.m., hora de Frankfurt.


  6. (6)O spread a aplicar irá depender das características do empréstimo e dos proponentes.


  7. (7)Indexante calculado tendo por base a média aritmética simples das cotações diárias da Euribor a 12 meses, com referência a um ano de 360 dias, do mês anterior ao período da contagem de juros, arredondado à milésima.


  8. (8)O Banco Santander Totta, S.A., com o capital social de 1.256.723.284€ - C.R.C. Lisboa 1ª Secção, nº 500 844 321 (anterior nº 1587) - NIPC 500 844 321, com sede social na Rua do Ouro, nº 88, 1100-063 Lisboa, encontra-se registado, junto da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões como Mediador de Seguros Ligado, nº 207 235 886, desde 7/11/2007. Autorização para intermediação de seguros para o Ramo Vida dos Seguradores Santander Totta Seguros - Companhia de Seguros de Vida, S.A., Aegon Santander Portugal Vida - Companhia de Seguros de Vida, S.A., e Eurovida - Companhia de Seguros de Vida, S.A., e para os Ramos Não Vida dos Seguradores Aegon Santander Portugal Não Vida - Companhia de Seguros, S.A., Popular Seguros - Companhia de Seguros, S.A., Liberty Seguros, S.A., Generali - Companhia de Seguros S.A., Ageas Portugal, Companhia de Seguros, S.A., e para mediação do seguro de acidentes pessoais «Plano Tripla Segurança Santander Totta» do Segurador Chubb Insurance - Company of Europe.
    Informações e outros detalhes do registo disponíveis em www.asf.com.pt. Na qualidade de Mediador de Seguros Ligado, o Banco Santander Totta, S.A. não celebra contratos em nome dos Seguradores, nem está autorizado a receber prémios para serem entregues às empresas de Seguros. Assim, qualquer pagamento por parte do Tomador referente a contratos de seguros mediados pelo Banco Santander Totta, S.A. deverá ser realizado através de transferência bancária e/ou depósito na Conta aberta da respetiva empresa de Seguros, sedeada na instituição de crédito Banco Santander Totta, S.A.. O Mediador presta assistência ao seguro, mas não cobre os riscos publicitados, os quais são assumidos pela Seguradora. Esta comunicação não dispensa a consulta da informação pré-contratual e contratual legalmente exigida.

TAEG calculada de acordo com o Anexo 2 do DL 74- A/2017 de 23 de junho. Estes valores incluem os prémios de Seguros (Vida e Multirriscos) considerando um titular de 30 anos. Comissão de reembolso antecipado no valor de 2,0% sobre o montante liquidado nos primeiros 5 anos e de 0,5% sobre o montante liquidado nos períodos seguintes. Os valores das comissões encontram-se afixados no Preçário do Banco devidamente publicitados em todos os Balcões. Base cálculo dos juros 30/360.

Este contrato de empréstimo será garantido por hipoteca de imóvel.

Crédito sujeito à aprovação casuística do Banco.