Idioma

Está em:

Saldos de Contas à Ordem

Decorrentes da entrada em vigor do Aviso n.º 3/2008 do Banco de Portugal foram implementadas alterações na apresentação dos saldos de Contas à Ordem nomeadamente, na Consulta de Saldos e de Movimentos no NetBanco Particulares, Netbanco Empresas, Banca Telefónica, Self Banking e ATM’s da Rede Multibanco

Assim, os novos saldos decompõem-se da seguinte forma:

  • Saldo Autorizado - Constituído por fundos do Cliente e cuja utilização poderá implicar o pagamento de juros e outros encargos. Integra valores tais como, limites de descoberto, linhas de crédito automáticas e cativos de vencimento. Corresponde ao antigo Saldo Disponível
  • Saldo Disponível - Valores cuja movimentação pelo Cliente não está sujeita a juros ou outros encargos. Assenta no Saldo Contabilístico, descontados os cativos a débito, os valores indisponíveis e os créditos com data-valor futura
  • Saldo Contabilístico - Resulta da diferença entre os créditos e os débitos efectuados na conta de depósitos à ordem, provenientes de depósitos em numerário, cheques, etc.

Em resumo, o Saldo Disponível deixou de considerar os descobertos autorizados na conta, que agora se encontram reflectidos no Saldo Autorizado